segunda-feira, 14 de outubro de 2013

A Flor da Honestidade

Conta-se que por volta do ano 250 a.c, na China antiga, 

um príncipe da região norte do país, estava às vésperas de ser coroado imperador, mas, de acordo  com a lei, ele deveria se casar.
Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da corte ou quem quer que se achasse digna de sua proposta. No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio. Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha  nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe. Ao chegar em casa e relatar o fato à jovem, espantou-se ao saber que ela pretendia ir à celebração, e indagou incrédula :- Minha filha, o que você fará lá? Estarão presentes todas as mais belas ricas  moças da corte. Tire esta idéia insensata da cabeça, eu sei que você deve estar sofrendo, mas não torne o sofrimento uma loucura. E a filha respondeu :

- Não, querida mãe, não estou sofrendo e muito menos louca, eu sei que jamais  poderei ser a escolhida, mas é minha oportunidade de ficar pelo menos alguns  momentos perto do príncipe, isto já me torna feliz. 
À noite, a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de fato, todas as mais belas moças, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intenções. Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio :

- Darei a cada uma de vocês, uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz da China. 
A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a especialidade de "cultivar" algo, sejam costumes, amizades, relacionamentos etc... O tempo passou e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que  se a beleza da flor surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não precisava se
preocupar com o resultado. 
Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia, mas nada havia nascido. Dia após dia ela percebia cada vez  mais longe o seu sonho, mas cada vez mais profundo o seu amor. Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado. Consciente do seu esforço e dedicação a moça comunicou a sua mãe que,independente das circunstâncias retornaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe. Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. Ela estava admirada, nunca havia presenciado tão bela cena. Finalmente chega o momento esperado e o príncipe observa cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa. As pessoas presentes tiveram  as mais inesperadas reações. Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado. Então, calmamente o príncipe  esclareceu:

- Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz. A flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.
A honestidade é como uma flor tecida em fios de luz, que ilumina quem a  cultiva e espalha claridade ao redor
- Que esta nos sirva de lição e independente de tudo e todas as situações vergonhosas que nos rodeiam , possamos ser luz para aqueles que nos cercam .
 - Aproveitem e leiam : Ef 5.9 ( pois o fruto da luz está ....) e Mt 5.16 (Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para ...) 

Conhecereis a Verdade, e a Verdade Vos Libertará

O conflito de Jesus com os fariseus, enquanto o Mestre ensinava no templo em Jerusalém, revela como
verdade humana é relativa, parcial e manipulável, segundo os interesses de quem a intenciona afirmar.A verdade nos é apresentada como uma filosofia. Diversos pensadores falam da verdade como um conceito.
Mas a verdade não cabe em uma filosofia, nem muito menos em um conceito. Costuma se usar o termo "verdade", para pontuar as factualidades mais pensadas e resolvidas por nós.Mesmo essas factualidades mais pensadas, analisadas, ouvidas, "provadas" e resolvidas são frutos do nosso olhar parcial e da nossa interpretação. Nenhuma filosofia é capaz de carregar em si mesmo, a multiplicidade dos significados da verdade!A verdade é tão poderosa, envolve tantas variáveis, necessita de conhecimentos de intenção do coração, de conhecimento dos pensamentos humanos, que dificilmente um ser humano conseguirá afirmar tal verdade, pura, total, sem distorções!
Conhecereis A Verdade e a Verdade Vos Libertará. Jesus é A Verdade que Liberta.

Lâmpada Para os Meus Pés é a Tua Palavra, e Luz para o Meu Caminho. Salmos 119:105

Na época do Antigo Testamento, era muito comum o uso da lamparina, para se obter luz artificial.
O povo utilizava de uma lâmpada manual e rústica, primitiva, que era feita, geralmente, de uma vasilha de cerâmica, com um bico que continha um pavio.
O pavio passava pelo bico até atingir e mergulhar no azeite, que ficava dentro da vasilha, e então se acendia. A luz produzida pela lâmpada, não era brilhante, mas suficiente para iluminar e ajudar a pessoa a encontrar e trilhar o caminho certo.No Salmo 119.105, o escritor compara a Palavra de Deus a uma lâmpada. A luz que a palavra emite, não visa cegar ou atrapalhar ninguém com um brilho intenso, mas antes simplesmente indicar com clareza e segurança o caminho a seguir.
"Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho." Salmos 119:105




terça-feira, 27 de novembro de 2012

Apocalipse - O engano da idolatria

Após a morte do filho, Semíramis proclamou-se deusa querendo atrair toda atenção para si
A primeira cidade construída depois do dilúvio foi a Babilônia. Lá o diabo fez o seu "escritório central". Semíramis era a rainha da Babilônia e Ninrode "Foi valente caçador diante do Senhor..." (Gênesis 10.9).

Por isso ele se tornou uma espécie de herói entre os seus contemporâneos. Mas o orgulho do seu coração fez com que ele se rebelasse contra Deus. A partir de então, ele passou a desenvolver a Astrologia, tornando se um grande bruxo e assentando as bases das magias negra e branca.

Mais tarde, passou a se chamar Moloque. Era neto de Cão e bisneto de Noé. Por causa das suas práticas ignominiosas, o seu tio-avô veio a matá-lo, na esperança de acabar com as suas bruxarias.

Semíramis, sua mãe e sua mulher, ao mesmo tempo que reinava na Babilônia proclamou-se deusa e exigiu que se lhe sacrificassem crianças. Também determinou que o seu filho amante fosse cultuado como deus, passando a chamá-lo de Baal, o deus-sol.

Embora se declarasse virgem, deu à luz outro filho, ao qual chamou Tamuz, afirmando que o espírito de Baal concebera nela. E então passou a proclamar em todo o seu reino que Ninrode havia reencarnado na criança.

Ela se dizia também símbolo da lua, e a partir daí passou a ser considerada como a virgem mãe, aparecendo em todos os lugares em imagens carregando o pequeno deus-Sol. Dizia ela que o menino Tamuz era o salvador da humanidade.

Toda essa trajetória foi inspirada pelo diabo, o qual, sabedor que um dia o Espírito de Deus envolveria uma virgem verdadeira, que conceberia o Salvador, providenciou uma história similar, para, assim, fundar uma religião através da qual bilhões de pessoas seriam enganadas e levadas para o inferno.

As histórias de Ninrode, Semíramis e Tamuz circularam por todo o mundo. Suas fábulas se fizeram populares na Mitologia. Foram concebidos vários deuses e deusas, todos alicerçados nestes personagens.

Semíramis chegou a ser conhecida como rainha mãe dos céus. E, para enganar o mundo com "milagres" mentirosos, Satanás tem se utilizado dos demônios para reproduzir imagens de Semíramis em diversos lugares e com várias formas, de modo que cada país passou a ter as suas próprias.

O povo, sincero, tem pensado que a imagem de uma jovem com uma criança ao colo é Maria e o menino Jesus. Mas não! Na verdade é Semíramis e Tamuz!

Assim sendo, se já há esse grande engodo para o povo, imagine o que o anticristo tem preparado para o final dos tempos! Os textos sagrados não deixam nenhuma margem de dúvida com respeito à idolatria, às adivinhações e feitiçarias, pois afirmam:

"Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu, o Senhor, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem, e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos." Deuteronômio 5.7-10

"Quando entrares na terra que o Senhor, teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor, teu Deus, os lança de diante de ti." Deuteronômio 18.9-12

"Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte." Apocalipse 21.8

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Mulher Religiosa!


É aquela que só vai na igreja aos Domingos.

É aquela que ouve a pregação do Pastor, ou do Padre, e não muda.



É aquela que só sente uma Emoção durante a oração ou a reza, mais sai da igreja do mesmo jeito, e nunca muda.


É aquela que vive pedindo perdão a Deus pelos seus pecados, mais não se arrepende de fato e de verdade e continua cometendo os mesmos erros.


É aquela que embora esteja dentro de uma igreja, seja ela Evangelica ou Catolica, mais nunca conheceu de fato e de verdade o Deus Vivo. E ficam engando a si mesma achando que são filhas de Deus, isso é um espirito enganador, que age na vida delas.


Enquanto umas vestem saias até os pés, outras mostram mais do que devem do seu corpo.


A mulher Religiosa acha que Conhece a Deus, mais na verdade não Conhece, porque quando a mulher é de Deus, há dentro dela uma mudança total e completa, uma verdadeira transformação de vida.


Essa mulher carrega uma Mascará, ou um titulo de Evangelica, ou um titulo de Catolica.

A mulher Religiosa acha que está liberta de todo o mal, mais ao mesmo tempo sente medo de tudo,vive pelo que sente, ao invés de usar a fé, vai a reunião, ao culto ou a missa, mais sua vida continua do mesmo jeito, nada mudou. Ela sempre sente Odio das pessoas, fala mal dos outros,isso sem contar que essas mulheres gostam de falar mal de outras mulheres, sente inveja, de outras mulheres e de tudo o que a outra tem, como pode dizer ainda que Conhece a Deus?



Acha que é certo mentir, falar palavrão, ir as baladas, beber, fumar, se Prostituir com seu namorado ou noivo, acha certo paquerar e gosta quando os homens passam e mexem com elas, ora isso é o proprio diabo, acham certo andar semi-nuas, e ainda acham que Conhece a Deus.


Isso sem falar daquelas que até fazem parte dos grupos dentro das igrejas e acha que só por isso Conhece a Deus, mais os frutos em sua vida, mostram que de fato e de verdade, elas nunca Tiveram um Encontro Verdadeiro com Deus.


Fico muito, mais muito Revoltada quando vejo essas mulheres falando o Nome do Senhor Jesus e em Seguida falam um Palavrão, como pode!!! Acorda, será que você Conhece o Senhor Jesus.


E ainda tem aquelas que adoram as imagens de esculturas, adoram a Aparecida, O menino Jesus e tantos outros "santos". Santo e Verdadeiro é somente Deus. Desperta o Tú que dormes.


Jesus disse: Quem não nascer da agua e do Espirito, Não pode entrar no reino de Deus.


Se Arrependa e busque o verdadeiro encontro com Deus, para onde vai sua Alma se você Morrer agora, você tem certeza da sua Salvação.

A adoração verdadeira!


Erguer as mãos, cantar, pregar, cumprir missões em países estrangeiros, ter varios ministerios, nada disso nos faz verdadeiros e extravagantes adoradores se não for feito por puro prazer em adorar ao Pai, pois adorar a ele não se resume em atos, em cumprir regras, rituais e tradições, mas se resume em verdadeiro amor por nosso Deus. 
Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura tais que assim o adorem. João 4:23
Adorar o Pai em espírito e em verdade, é adora-lo pelo que ele é e não pelo o que tem para nos dar. Quantas e quantas vezes vemos pessoas buscando o Senhor quando está no momento de desespero, quando esta com uma enfermidade, mas depois que é curado esquece do Deus que a curou, na verdade o que lhe interessava mesmo era o milagre e não o Deus que faz milagres, enquanto o interesse do verdadeiro adorador é adorar a Deus nos dias de dor, de luta, de tribulação, mas tambem adora-lo na alegria oferecendo os seus dias ao Senhor. Um exemplo disso é JóEntão sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus e morre. Porém ele lhe disse: Como falas uma doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberiámos o mal? Em tudo isto Jó não pecou. Jó 2:9-10
Ser um verdadeiro adorador é dar todo seu coração e não somente uma parte dele. Quando o homem ouvi falar de Jesus ele se senti um quebra-cabeça no qual uma parte que faltava foi completada, mas quando o homem o conhecê de verdade ai é que é possível perceber que Jesus não era somente uma parte que lhe faltava, porque na verdade ele era tudo que faltava, por isso costumo dizer: “Quando o homem aceitar Jesus em seu coração não deve abrir somente uma porta e oferecer a Deus, mas deve pedir para Jesus entrar na sua vida, destruir as paredes superficiais que o mundo as fez e depois reconstrui-las conforme a sua vontade  Deus”.

… se alguem ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo.Apocalipse 3:20

É nos derramar em sua presença, é fazer com que o vaso que somos nós, se quebre e derrame todo seu perfume no Senhor, contar nossos segredos, amar intensamente, buscar intensamente, ir alem dos limites dos homens, alcançar o céu com o louvor, descançar em seu colo e voar eternamente nas asas do Pai !!

Adolescentes de hoje: sem foco ou com foco diferente?

"Personalidade multitarefa dos jovens não significa, necessariamente, dificuldade de atenção"



“Grande quantidade e pouca qualidade” é um clichê bastante usado quando o assunto é a infinidade de dados que recebemos hoje em dia, principalmente quando o assunto são as mídias digitais. Se em parte pode ser verdade, algumas pessoas administram bem o que aprendem. Os mais velhos esforçavam-se para manter o foco, e estranham a capacidade dos jovens de se dedicarem a vários afazeres ao mesmo tempo. A convergência de mídias é real para eles: ao mesmo tempo em que estudam, navegam pela internet, usam o telefone celular, ouvem música e até mais. Muitos da geração anterior acham que há algo errado nessa inundação de dados, com enorme déficit de atenção e pouca profundidade temática.

Será que há mesmo algo errado com eles? Segundo o especialista em aprendizagem informal Luiz Algarra, não necessariamente. “Nossos filhos não estão se encaixando em nossas projeções e, por isso, estamos pensando que pode haver algo errado com eles”, explica.

Segundo Algarra, estamos chegando a um ponto importante da história do uso da tecnologia: os jovens conectados passam a disputar mercado com seus antecessores e, por isso, passam a ser repelidos com uma série de rótulos. Para ele, o “abismo tecnorrelacional” se acentua. “Para muitos de nós com mais de 40 anos, a intensidade e a variedade dos objetos de linguagem já atingem uma velocidade quase insuportável.”

Ao contrário dos mais velhos, os jovens estão acostumados a essa rapidez vertiginosa. Muitos deles já nasceram nessa era, e para eles é tudo muito normal. Aprendem a viver e estão crescendo nela. Em contraste, a maioria dos que já passaram dos 40 têm uma maneira de pensar mais linear. Preferem terminar um raciocínio antes de emendar em outro. Quem pensa assim, tende a achar que os mais novos não aprendem direito por não se aprofundarem o suficiente, dada a rapidez com que trafegam entre os assuntos.

Tudo ao mesmo tempo

Como uma geração que cresceu assistindo a um único canal de tevê por horas seguidas (antes do controle remoto) e a ler textos impressos com atenção exclusiva pode entender um adolescente com oito, nove janelas abertas de vez na tela do computador enquanto fala ao telefone, faz um lanche e também vê televisão (mudando de canal a todo momento, controle na mão). Para Luiz, é simples: eles se viciaram nessa rapidez, e podem administrá-la a seu favor, mesmo que outra pessoa, de fora, não entenda isso. Claro, gente com dificuldade de foco ou com facilidade para prestar atenção em várias tarefas sempre existiu, independentemente da geração. Mas a tendência da multitarefa é maior com as novas mídias.

“E se o modo como nós aprendemos tudo até agora na escola, memorizando a tabela periódica, equações matemáticas e os rios do Amazonas, estivesse mesmo muito errado?” A indagação parte de Algarra, que mostra o outro lado: “Nossos professores eram bancos de memória ambulantes, repletos de citações e exemplos. Poucos mestres tinham a capacidade de se envolver, se relacionar com os alunos e nos levar a uma experiência única de sabedoria.”

Pontes sobre o abismo

O conhecimento diferente pode parecer ignorância, se visto de fora. “Nós dependíamos da memória, eles dependem das buscas. Nós resumíamos textos, eles condensam listas, buscam por categorias, tipos, formatos, datas, assuntos, temas, palavras-chave e tags. Não aceitamos nem o modo como fazem a gestão de suas amizades e os acusamos de manterem fazendas de falsos amigos representados por carinhas de Facebook”, considera Luiz. “Se não tornarmos mais flexíveis nossas premissas e frequentarmos um pouco mais os espaços multitarefa por onde os jovens fluem, as novas pontes entre nós nunca irão aparecer.”

Segundo o especialista em educação (que a vê de forma inovadora), “quando a maturidade bloqueia a transformação, surge a velhice”. Luiz acha que cada um tem exatamente aquilo que precisa para viver, em seu tempo, a seu modo. “Não precisamos funcionar como os jovens, mas precisamos saber que o nosso modo não é mais o único.”

Adoradores Sony Music Gospel

Loading...

APOIO

Quarto Cavaleiro do Apocalipse teria aparecido durante protestos no Egito.

Testemunho PR. Adeildo Costa

Loading...